DIA INTERNACIONAL DA MULHER



Erasmo Carlos

Dizem que a mulher
É o sexo frágil
Mas que mentira
Absurda!
Eu que faço parte
Da rotina de uma delas
Sei que a força
Está com elas...
Vejam como é forte
A que eu conheço
Sua sapiência
Não tem preço
Satisfaz meu ego
Se fingindo submissa
Mas no fundo
Me enfeitiça...
Quando eu chego em casa
À noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas prá quem deu luz
Não tem mais jeito
Porque um filho
Quer seu peito...
O outro já reclama
A sua mão
E o outro quer o amor
Que ela tiver
Quatro homens
Dependentes e carentes
Da força da mulher...
Mulher! Mulher!
Do barro
De que você foi gerada
Me veio inspiração
Prá decantar você
Nessa canção...
Mulher! Mulher!
Na escola
Em que você foi
Ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte
Mas não chego
Aos seus pés...
(Repetir a letra)


Algumas sugestões:

Ouvir a música, reescrevê-la, conversar sobre o texto, falar sobre a situação da mulher na sociedade antiga e atual;

Montagem de cartaz com fotos de mulheres que ocupam posição importante no mundo e as que, de alguma forma, influenciaram positivamente a sua nação, o seu povo;

  • Mural de rosas: Cada aluninho irá confeccionar uma rosa e colocar no mural da sala, escrevendo uma mensagem e oferecendo-a a uma mulher que é importante em sua vida: a avó, mãe, uma tia etc; 

    Tema para discussão: Violência contra a mulher;

    Tema para discussão: Ainda existe diferença ou desigualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho? 





Nenhum comentário:

Direitos autorais

Direitos autorais